TERAPIA OCUPACIONAL NO TRATAMENTO DO AUTISMO

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o autismo, desde como é descoberto, quais as características do indivíduo que possui, e qual o tratamento ideal. A Terapia Ocupacional pode trazer muitos benefícios para a criança autista. Mas primeiro, é preciso saber o que é de fato o autismo.

O que é o Autismo

O autismo é um distúrbio neurológico, que afeta a capacidade de comunicação, de socialização e de comportamento do indivíduo.  A causa do autismo é desconhecida, mas, estudos realizados em gêmeos Monozigóticos indicam que, em parte, a desordem pode ser genética, já que tende a acontecer em ambos os indivíduos. Em grande parte dos casos, é possível detectar esta disfunção antes dos dois anos de idade.

Características de pessoas com autismo

Segundo a ASA (Autism Society of American), pessoas com autismo geralmente apresentam pelo menos metade das seguintes características:

- Tem dificuldade de se relacionar com outras pessoas;

- Apresenta ausência de resposta aos métodos normais de ensino;

- Tem dificuldade em expressar necessidades, usa gestos no lugar das palavras;

- Repete palavras ou frases no lugar da linguagem normal, também usa movimentos repetitivos;

- Gira repetidamente objetos;

- Tem fixação inapropriada em objetos;

- Riso inapropriado;

- Faz pouco ou nenhum contato visual;

- Pode ter perceptível hiperatividade ou extrema inatividade;

- Aparenta ter insensibilidade à dor;

- Não tem medo do perigo, porém é consciente de situações perigosas;

- Prefere a solidão, ficar sozinho;

- Recusa colo, carinho e adulação;

- É insistente em repetição, resistência à mudança de rotina;

- Manifesta raiva, demonstra extrema aflição sem razão aparente;

- Apresenta habilidade motora irregular.

Não são todas as pessoas com autismo que apresentam todos estes sintomas, a maioria destes sinais pode aparecer no início da infância. A intensidade de cada sintoma pode variar de leve a grave. A ocorrência destes sintomas não é determinista no diagnóstico do autismo, para isso, é necessário o acompanhamento com psiquiatra infantil ou neuropediatra. O diagnóstico do autismo é clínico, apenas através de observação, não existem exames laboratoriais ou de imagem que diagnostiquem esse distúrbio.

Benefícios da Terapia Ocupacional para a criança com Autismo

A Terapia Ocupacional Infantil envolve as três grandes áreas que são de extrema importância na infância: atividades da vida diária, atividades escolares e atividades relacionadas às brincadeiras, ou seja, o brincar. A interação com o mundo é o que faz a criança aprender e essas interações acontecem quando a criança está brincando, por isto, este é o principal recurso utilizado pela terapeuta ocupacional.

O principal objetivo da terapia ocupacional é melhorar a qualidade de vida da pessoa com autismo, em casa e na escola. O terapeuta pode ajudar a desenvolver as seguintes habilidades:

- Habilidades do dia a dia, como usar o toalete, se vestir, escovar os dentes, pentear os cabelos, entre outras;

- Habilidades motoras finas necessárias para a escrita e cortar com uma tesoura;

- Sentar adequadamente, percepção de competências, como por exemplo, dizer as diferenças entre cores, formas e tamanhos;

- Habilidades motoras utilizadas para andar de bicicleta;

- Integração dos sentidos, para diminuir os movimentos repetitivos;

- Habilidades visuais para leitura e escrita;

- Brincar funcional, resolução de problemas e habilidades sociais;

- Consciência do seu corpo e de sua relação com os outros.

Com essas habilidades exercitadas durante a terapia ocupacional, a criança com autismo pode ser capaz de desenvolver relacionamentos, expressar sentimentos em formas mais adequadas, aprender a se concentrar em tarefas, realizar atividades mais refinadas, ser capaz de aprender, ser independente e ter autoconfiança.

O terapeuta ocupacional é capacitado para orientar familiares, professores e profissionais a compreender e como lidar com crianças com autismo, visando o bem estar, o desenvolvimento e a interação destas crianças com as pessoas de sua convivência.

26/06/2017
09:00

AGENDE UMA CONSULTA

!
!
!
!